segunda-feira, 3 de outubro de 2011

O Pelicano do Passeio Público

Veja só: algumas pessoas/animais têm no “CPF” as características apimentadas e espinhosas de desafiar grandes seres imponentes em seu habitat. É uma característica do nosso sistema. O pelicano do Passeio Público de Curitiba também tem essas características, que torna o mesmo desafiador e imprevisível. Até parece uma personagem de desenho animado que nunca existiu.

O pelicano é uma ave da ordem dos ciconiformes e a sua principal característica é o longo e sinuoso pescoço que contém uma bolsa, na qual armazena os alimentos consumidos - as pipocas - e as crianças desagradáveis do parque mais antigo de Curitiba, crianças que diariamente se revezam no objetivo de provocar a fúria do animal mais temido e mal humorado daquela região. Assim como a maioria das aves aquáticas neste mundo, nosso mascote da imponência não fica para traz em sua jaula reforçada: não tem água nem para ajudar a pipoca com bacon descer bolsa abaixo. Pelicanos iguais ao nosso podem ser encontrados em todos os continentes, exceto na Antártida.

Eu já não acredito mais na salvação da alma desse animal, nem acredito também que a convivência com as tias do passeio tenha estragado a leveza e a pureza deste ser. Pelo contrário, vejo o representante de uma parcela de pessoas e animais injustiçados e eliminados automaticamente de um sistema capitalista
selvagem, que pode priorizar tudo, menos a natureza e os seres humanos.
 

Fabiano Carvalho Morais é Pós-graduado em Branding – Gestão de Marca pela Universidade Positivo – Curitba PR / Brunel University – London UK. Ex-diretor de comunicação da Casa do Estudante Luterano Universotário. Atualmente e Diretor de Criação da Shop Express.

Nenhum comentário: