segunda-feira, 26 de maio de 2014

“Partidos de verdade não se criam a qualquer momento ou por qualquer pretexto”

Artigo originalmente publicado em 27 de junho de 2012 no site do PSDB-PR 

"Partidos de verdade não se criam a qualquer momento ou por qualquer pretexto"; Com essa frase logo no segundo parágrafo do seu programa de partido, os fundadores do PSDB já davam à tônica do que seria esse novo partido que indo na contramão do fisiologismo, vigente no Brasil até hoje, saia da base governista para ser um partido de oposição. 

"Porque preferiu aderir às estruturas autoritárias do Estado em vez de reformá-las, o governo deixou que as políticas sociais alardeadas se esvaíssem na ineficiência burocrática, no empreguismo, no clientelismo e na corrupção. (...) Hoje o Brasil vive entre parênteses. A economia permanece estagnada, os salários achatados, a questão da dívida externa sem solução, a inflação no limiar do descontrole. O desgoverno exacerba pressões corporativistas, comprometendo ainda mais a eficiência e as finanças do setor público e fazendo o peso maior da crise recair precisamente sobre as camadas mais indefesas da população. A troca de favores virou moeda corrente na política e a corrupção, sem os tapumes do autoritarismo, se exibe aos olhos e ouvidos da Nação enojada, desmoralizando os poderes públicos e lançando descrédito sobre a atividade políticas em geral".

Sim jovens tucanos, o governo do PT trouxe para o século XXI o mesmo contexto político da Era Sarney. Diferentemente do contexto nacional, no Paraná estamos em um momento de transformação. Após oito anos marcando passo, o Estado finalmente começa a olhar para o futuro, pelas firmes e competentes mãos do nosso governador e líder maior Beto Richa. O Paraná cresce, cria empregos e agora, enfim, dialoga com a população sem as velhas bravatas.

Temos orgulho do nosso presente e acima de tudo não há nada no passado do PSDB que nos envergonhe. Lutamos pela redemocratização do país. Estivemos ao lado de Itamar Franco na crise que o Brasil viveu devido ao desgoverno dos anos Sarney-Collor. Através da ação do PSDB vencemos a inflação. Temos hoje uma moeda estável, o Estado é responsável com os gastos e nossa economia é moderna e dinâmica.

Hoje o Programa do PSDB é mais atual ainda, portanto, como partido devemos olhar para o futuro que é promissor ao PSDB e certamente será para o país. A radicalização da democracia, através da repactuação federativa, de forma que a pirâmide de distribuição de recursos (união, estados e municípios) seja invertida, prefeitos e governadores não podem depender da boa vontade de burocratas e política dos Ministérios em Brasília, a instauração do voto distrital, bem como do parlamentarismo, reforma tributária que desonere o produtor de empregos e riqueza, investimento em infraestrutura em parceria com todos os setores da sociedade e um debate sério e coerente com toda a população sobre o desenvolvimento sustentável.

Teotônio Vilela dizia que "temos todos nós, por ação ou omissão, estímulo ou incompreensão, responsabilidade dos fatos da história". Tenho certeza que a nós tucanos somos atores de transformação da história, portanto, o PSDB tem o dever de servir a história, reafirmemos pois nossa aliança com o povo brasileiro em prol destes princípios.

Durante a guerra da independência americana, quando as dificuldades eram grandes e o seu resultado incerto, George Washington pronunciou: "Que seja dito ao mundo futuro... que na profundidade do inverno, quando nada exceto esperança e virtude poderiam sobreviver... que a cidade e o país, alarmados diante de um perigo comum, avançaram para enfrentá-lo". 

Aos brasileiros que acreditam na democracia como valor fundamental, aos tucanos e principalmente à juventude tucana do Paraná, espero que diante de nossos perigos comuns, neste inverno político que o Brasil passa, de nossa dificuldade, vamos nos lembrar dessas palavras. Vamos enfrentar as correntes geladas, e suportar o que vier. Que seja dito pelos tucanos do futuro que quando fomos testados nos recusamos a deixar esta jornada terminar, não viramos as costas nem vacilamos; e com os olhos fixos no horizonte nós, levamos adiante o ideal que aqui representamos e o entregamos em segurança às futuras gerações. Viva os 24 anos de PSDB, viva o Brasil

Nenhum comentário: